Sabino: da Câmara de Porto Alegre à Assembleia

por Assessoria de Comunicação, em 23/11/2018

Aos 41 anos, Elizandro Sabino chega ao primeiro mandato de deputado Estadual com 36033 votos. Ele está no segundo mandato de vereador em Porto Alegre e representou o PTB na Secretaria de Infraestrutura da capital gaúcha. Advogado, Mestrado em Direito com ênfase em Política Publica.

Deputado, como é que está a expectativa para assumir o mandato?

A expectativa é muito boa, acreditando que será um mandato muito propositivo. E eu sempre digo que a atuação no legislativo estadual, eu já obtive um piloto no legislativo municipal. Então, todas as ações que implementamos no legislativo municipal queremos trazer para o legislativo estadual, com as temáticas. Mas é claro, agora de uma forma ampliada. Afinal, a esfera e a linha de atuação ela é será maior

O que o senhor poderia dizer dessas temáticas?

Eu tenho especialmente uma militância muito presente na área da infância e da juventude, afinal fui conselheiro tutelar por 7 anos e dois meses e, nesse período, eu acabei me especializando como advogado especialista na área. Hoje, eu sou mestre em direito com ênfase em política pública e fui um advogado e sou um advogado, mas fui um advogado militante, é isso que eu quero dizer, na área da infância e da juventude. Aqui na Assembleia Legislativa, eu penso que a atuação nos temas das políticas públicas voltadas para a área da infância precisa ser forte. Um tratamento desse tema que é tão importante e delicado, além de um foco muito forte na área da educação.

Pergunta: E como o senhor encara o momento do PTB, que agora terá o vice-governador?

Eu vejo como uma grande oportunidade para o PTB, com a experiência que tem, a exemplo de outros governo que compôs, de titularidade de secretarias e ajudando a formatar e compondo o governo, garantindo a governabilidade. Eu penso que essa é uma ótima oportunidade que o PTB tem no sentido de efetivamente colocar em prática todo esse cabedal de conhecimentos que tem e agregou ao longo dos anos. Vejo como um momento muito importante, não somente para o estado do Rio Grande do Sul. Porque entendo que o PTB, com a experiência que tem nos seus quadros político-partidários, tem todas as condições e viabilidades de ajudar o estado a ter uma recuperação, uma melhora daquilo que precisa.